Identificação e tratamento do câncer de fígado em gatos

Gato letárgico

O aumento da letargia pode indicar câncer de fígado.

Embora possa ser um diagnóstico devastador para os proprietários ouvirem, o câncer de fígado em gatos nem sempre é fatal. Como o fígado é um órgão fundamental responsável pela desintoxicação do sangue do animal, um tumor hepático é um problema de saúde muito sério. No entanto, em alguns casos, o tumor pode ser tratado. O sucesso do tratamento depende muito do diagnóstico preciso.



Três tipos de câncer de fígado

O câncer de fígado se manifesta em gatos em três tipos, todos envolvendo tumores encontrados no fígado.



  • O primeiro tipo de tumor é denominado tumor metastático. Na verdade, esses tumores se espalham para o fígado a partir de outras partes do corpo.
  • O segundo tipo de tumor é rotulado como hemolinfático. Este nome é derivado de 'hemo' (sangue) e 'linfático' (indica o sistema linfático). Os tumores hemolinfáticos chegam ao fígado a partir de fontes de sangue e linfa.
  • Por último, os tumores primários são rotulados como aqueles que realmente se originam no fígado. Os tumores primários são muito interessantes, pois acredita-se que sejam causados ​​por toxinas ambientais. Qualquer coisa, desde produtos de limpeza químicos em sua casa até conservantes químicos na comida do seu gato, podem ser considerados causas potenciais de tumores primários no fígado.
Artigos relacionados

Sintomas Suspeitos

O câncer de fígado felino produz sintomas que podem imitar muitas outras doenças felinas. É improvável que os donos de animais percebam um aumento da letargia em seus felinos ou cheguem automaticamente ao diagnóstico de câncer. Na maioria das vezes, os donos de animais notam um comportamento estranho em seus gatos, o que leva a uma visita ao veterinário. Esses sintomas gerais, porém preocupantes, podem não revelar muito durante uma coleta de sangue. Será feita uma tomografia computadorizada ou um raio-X. Testes visuais podem revelar o (s) tumor (es) hepático (s), e essa informação levará o veterinário ao diagnóstico de câncer hepático.

Se o câncer de fígado estiver avançado, alguns sintomas colocarão esse diagnóstico potencial no topo da lista. Abdomens inchados não são incomuns para doenças como câncer, peritonite infecciosa felina e outras, mas se esse sintoma for acompanhado de icterícia, fadiga, perda de peso, desidratação e vômitos, o envolvimento do fígado está indicado.



Tipos de Tratamentos

As opções de tratamento variam dependendo do tipo específico de câncer de fígado. No entanto, a maioria dos casos será tratada inicialmente com a remoção cirúrgica dos tumores. A boa notícia em relação ao câncer de fígado é que quase metade desse órgão pode ser removido sem prejuízo significativo para o animal. O fígado se regenera. Se os tumores não forem muito abundantes, a maioria dos gatos responderá bem à cirurgia. A cirurgia é a opção mais comum porque os tumores hepáticos hemolinfáticos não podem ser tratados com quimioterapia. A quimioterapia também é extremamente prejudicial ao sistema do gato e pode resultar em um estado de enfraquecimento permanente. Este tratamento também diminui a imunidade do gato, que pode levar a infecções crônicas, sintomas gastrointestinais, como vômitos e diarréia, e até mesmo problemas na medula óssea. Sem dúvida, o câncer de fígado, que pode ser tratado sem quimioterapia, oferece um prognóstico muito mais desejável.

Medidas preventivas

Se o seu gato já sofreu de câncer de fígado, deve-se observar que existem medidas preventivas de estilo de vida que podem afetar muito se o seu gato sofrerá de um futuro surto desta doença. O fato de que o câncer primário de fígado é influenciado por fatores ambientais alerta os donos de animais para a necessidade de um estilo de vida limpo e com baixo teor de toxinas. Os alimentos para animais de estimação não devem conter aditivos químicos e os alimentos devem ser frescos e orgânicos, quando possível. Além disso, eliminar o uso de produtos de limpeza químicos em sua casa diminuirá as chances de seu gato inalar essas toxinas para o sistema. Claro, este conselho não é específico do câncer. Todos os animais podem se beneficiar de escolhas alimentares saudáveis ​​e um estilo de vida com baixo teor de toxinas.